Notícias

21/12/2017

Você precisa saber: Aprendizagem 70:20:10

Treinamento, estudo, aperfeiçoamento. Palavras assim tinham muito peso quando o assunto era “estratégias para crescer dentro de uma organização”. No entanto, cada vez mais as análises nesse sentido ganham novas visões, à medida que novos métodos vão sendo testados e estabelecidos. Um desses exemplos mais constantes na área de gestão de pessoas e recursos humanos é o modelo de aprendizagem 70:20:10, que
propõe a combinação de algumas estratégias de aprendizagem que vão além de seminários e certificações.

A capacitação é ainda imprescindível para que os colaboradores adquiram expertise em
suas posições e apresentem alta performance. No entanto, a questão é como essa capacitação está sendo conduzida pelos departamentos de treinamento nas empresas. Na década de 90, os pesquisadores McCall, Eichinger e Lombardo, do Center for Creative Leadership, propuseram o conceito 70:20:10, que consiste na ideia de que 70% do aprendizado acontece por meio das nossas experiências (on-the-job learning), 20% da
observação e seguimento de terceiros (incluem práticas de coaching e mentoring) e apenas 10% decorrem de cursos estruturados.

Entenda Melhor: 

70% de aprendizado com experiências próprias
De acordo com os autores, 70% do aprendizado do colaborador é proveniente de sua vivência como profissional, seus desafios, sua experiência, sua rotina e suas responsabilidades. O desenvolvimento é resultado do trabalho cotidiano na empresa,
da resolução de problemas, da realização novas atividades na organização, entre outras situações.

20% de aprendizado com os outros
A interação do colaborador com os colegas de trabalho, a observação de como os colegas executam suas tarefas, os feedbacks recebidos e as dúvidas representam 20% do aprendizado do colaborador. É nesse contexto que se enquadra o Coaching, uma
metodologia abastecida de ferramentas capazes de melhorar o desempenho do profissional, visto que ele proporciona alinhamento de competências, avaliação dos pontos de melhoria, comunicação eficaz com as demais pessoas que compõem a empresa, definição de metas e desenvolvimento da produtividade e da alta performance.

10% de aprendizado com cursos
Os 10% restantes correspondem ao aprendizado adquirido por meio de treinamentos,
participação em congressos, seminários, workshops e cursos, leituras e certificações. Nesse modelo, deve-se ter em mente que o aprendizado não segue um padrão engessado, porém é totalmente necessário adquirir o conhecimento sistêmico que os treinamentos e estudos proporcionam, pois assim o colaborador não corre o risco de seguir uma referência incorreta, que pode resultar no mal cumprimento das atividades e
retrabalho.

Compartilhe: