Blog

05/05/2021

ISO 9001 2015: como é o modelo de gestão previsto nessa norma?

A implementação da Norma ISO 9001 2015 trouxe algumas mudanças significativas no modelo de gestão das empresas. De fato, não se trata apenas de uma nova forma de elaboração de documentos, mas sim de uma mudança de postura completa. Porém, será que ela realmente trará benefícios para uma organização? Pensando nisso, este texto discutirá algumas das dúvidas mais comuns de gestores e empresários sobre o assunto, explicando exatamente do que se trata a ISO 9001 2015, quais os seus princípios e metodologia e, claro, o papel dos gestores diante dessas mudanças. Então, continue conosco.

O que é a ISO 9001 2015?

A ISO 9001 é uma norma reconhecida internacionalmente que certifica o Sistema de Gestão da Qualidade (ou SGQ) e define requisitos importantes para os modelos de gestão em uma organização. Entre eles, está o planejamento de atividades, a definição de metas, a criação de planos de ação e até mesmo o relacionamento entre pessoas envolvidas com a empresa (desde clientes até fornecedores).

Seu objetivo é oferecer mais confiança aos processos da empresa e assegurar ao cliente que os produtos e serviços oferecido pela marca seguem um padrão de qualidade determinado. Ela foi elaborada pelo Comitê Técnico Quality Mangement and Quality Assurance (ISO/TC 176). No Brasil o documento foi traduzido e publicado pela ABNT, e a versão brasileira da norma é a ABNT NBR ISO 9001 2015.

Como é o modelo de gestão previsto nessa norma?

Primeiramente, é preciso dizer que qualquer tipo de empresa, seja pública ou privada, pode obter a certificação da ISO 9001 de 2015, independente do seu setor ou dos produtos e serviços oferecidos. De forma geral, esse documento auxilia empresas que precisam desejam comprovar sua capacidade de fornecer produtos e serviços de qualidade, e que atendam às necessidades de seu público-alvo.

Quanto ao seu modelo de gestão, a ISO 9001 incorpora o ciclo Plan-Do-Check-Act (PDCA), juntamente com a mentalidade de risco. Essa metodologia permite a construção de um planejamento focado na melhora das interações entre pessoas, nos processos realizados dentro de uma empresa e, claro, na qualidade e entrega dos produtos ou serviços oferecidos aos clientes. 

Em linhas gerais, o PDCA consiste em uma ferramenta baseada na repetição, ou seja, aplicada sucessivamente nos processos visando a melhoria contínua do alcance das metas necessárias ao sucesso da empresa, bem como de seus projetos e ideias. Além disso, por ser um método de gestão versátil e adaptável, o PDCA se torna recomendável para qualquer ramo de atividade. 

Princípios da gestão da qualidade dentro da norma

Enfim, é preciso dizer que a norma ISO 9001 2015 conta com 7 princípios básicos da qualidade, que abarcam tudo o que uma organização precisa para alcançar o sucesso de uma gestão de qualidade. Esses princípios são:

  • Foco no cliente: a empresa deve trabalhar para atender o cliente de forma satisfatória e sempre prevendo suas necessidades.
  • Liderança: possuir uma equipe de liderança sólida e que esteja por dentro dos avanços do mercado da empresa. A organização também deve oferecer as ferramentas de motivação necessárias para que os liderados executem esses processos.
  • Engajamento de pessoas: cada colaborador precisa se envolver com os problemas da empresa e buscar solucioná-los.
  • Abordagem de processo: diz respeito ao estudo das entradas e das saídas da empresa, tornando assim mais fácil identificar onde há desvios de lucros e quais metas a serem alcançadas. 
  • Melhoria contínua: a empresa deve se comprometer na busca por uma melhoria constante.
  • Tomada de decisão baseada em evidência: as empresas devem usar os indicadores, as auditorias e análises feitas através do Sistema de Gestão da Qualidade para tomarem decisões assertivas.
  • Gestão de relacionamento: um bom relacionamento com fornecedores traz benefícios mútuos, uma vez que essa relação de parceria permite ao estabelecimento melhores prazos e preços, contribuindo para a qualidade dos produtos e serviços.

Qual o papel do gestor em relação a essas mudanças?

Por fim, é fundamental que os gestores da empresa demonstrem comprometimento com a implementação da ISO 9001 2015. Eles são figuras-chaves no sucesso da aplicação de todas essas mudanças e da metodologia sugerida pela norma. Dessa forma, um líder deve responsabilizar-se e prestar contas para a organização a respeito da eficácia do sistema de gestão da qualidade.

Além disso, é papel desse profissional assegurar que a política da qualidade e os objetivos da qualidade sejam cumpridos e tornem-se compatíveis com o contexto e a direção estratégica da organização. Dessa forma, é possível garantir da melhor forma a integração dos requisitos da nova norma em todos os processos de negócio da organização, para que o sistema de gestão da qualidade alcance resultados realmente satisfatórios!

Se você deseja saber mais sobre a ISO 9001 e qual o papel das lideranças e equipes em relação a essas mudanças, participe do curso Modelo de Gestão com base na ISO 9001:2015, da ARH Serrana, e aprenda ainda mais sobre o assunto!

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Este conteúdo é apoiado por Proalt Qualidade e Segurança, que garante políticas de qualidade em empresas dos mais diversos segmentos. 

Compartilhe: