Notícias

02/12/2019

Encantos da Serra: Caxias do Sul

Os Encantos da Serra Gaúcha continuam pautando a seção Dê a Dica da nossa revista digital, e nesta edição destacamos a cidade de Caxias do Sul, porém com um olhar diferente daquele ao qual estamos acostumados a pensar quando o assunto é turismo.Caxias é conhecida como um dos principais pólos metalmecânicos do Brasil, acolhendo pessoas de diversas regiões do país e do exterior. Está localizada a 131 quilômetros de Porto Alegre, capital gaúcha, e a apenas 40 quilômetros de Bento Gonçalves, onde a ARH Serrana realiza a próxima edição do Encontro Sul-Americano de Recursos Humanos - ESARH, de 11 a 13 de maio de 2020.

A população de Caxias do Sul supera a marca de 510 mil habitantes, segundo senso de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A cidade que originou-se do trabalho de imigrantes italianos que chegaram à região a partir de 1875 hoje abriga diversas etnias e culturas. A história da cidade contempla alguns locais importantes e reserva atrações turísticas como o Monumento ao Imigrante, o Museu Casa de Pedra e a Igreja de São Pelegrino.

Eventos e locais alternativos também tornaram-se referência na cidade, seja por seus atrativos naturais ou por seu contexto social. Vale a pena vivenciar essas experiências:

Moinho da Estação

Localizado entre os bairros São Pelegrino e Centro, o Moinho da Estação é um complexo cultural que oferece desde academias de dança, lojas, moda, beleza e estúdio fotográfico até bares e restaurantes sempre muito frequentados. Próximo ao Moinho fica a antiga Estação Ferroviária (hoje sede da Secretaria Municipal da Cultura), um antigo armazém de cargas (local de ensaio da Orquestra Municipal) e prédios que já foram oficinas das locomotivas, que hoje abrigam um museu virtual e a Biblioteca Parque Largo da Estação. Por ali também ocorre anualmente no mês de novembro o Mississippi Delta Blues Festival, considerado o maior festival de blues da América Latina.

Rio do Vento Hidroponia

Um complexo gastronômico e de lazer localizado em meio à mata, no interior da cidade, mais precisamente no Km 154 da Rota do Sol, conta com a Hospedaria Rio do Vento. Construída com base em um casarão de 1871 da região das Missões, possui um restaurante com refeições e lanches diferenciados além de um cultivo especial de morangos hidropônicos. Esses morangos são cultivados dentro de estufas com água pura da chuva, temperatura controlada e ao som de clássicos do rock and roll, reggae e música latina. Tudo isso sem o uso de agrotóxico. Ao lado das estufas funciona o Barlavento, um espaço aconchegante com capacidade para 50 pessoas, onde são comercializados produtos e podem ser saboreadas as opções de um cardápio original usando como base os ingredientes produzidos no local. Bastante agitado durante os finais de semana, o Barlavento de segunda a sexta-feira torna-se um ambiente tranquilo, ideal para encontros de trabalho, de amigos, happy hour, aniversários e outros eventos. É também uma interessante alternativa para quem recebe visitantes e quer algo diferente das opções tradicionais.

Criúva

O distrito de Criúva teve origem na época do tropeirismo e foi inspirado no nome da árvore típica existente na região. A região é privilegiada por belezas naturais como rios, cascatas, matas nativas, rica flora e o maior recurso hídrico potável do município. Criúva é o berço da primeira dupla de acordeonistas do Brasil, os Irmãos Bertussi, homenageada com um Memorial, um dos pontos turísticos mais visitados. Nos últimos anos o turismo vem crescendo, com pousadas, restaurantes, trilhas ecológicas, cavalgadas, campings e práticas de esportes radicais em grandes paredões, rios e cascatas. Um dos principais pontos é o Monumento Natural Canion Palanquinho.

Compartilhe: